Amanda Seyfried - A Mulher Mais Linda do Mundo

Uma Deusa Divina

English Version

O que eu penso

Ter você em meus pensamentos é mais incrível do que qualquer outra circunstância da Terra. Não é apenas teus olhos que são os mais encantadores do mundo, mas o seu jeito de atuar, que demonstra sua personalidade infinitamente perfeita.

O mundo inteiro reconhece o que digo, que você é a mulher mais linda do mundo, e quem sou eu? Apenas um admirador de muitos milhões de admiradores, um grão de areia no deserto, uma gota de água no mar, uma estrela no universo. Enquanto tu és o universo inteiro, anjo celeste, que ilumina o mundo inteiro com sua beleza eterna.

Sábio é aquele que te reconhece, que se ajoelha diante de ti, pois és digna não somente de adoração, mas de versos impossíveis, de palavras que não podem ser ditas, de escritas sagradas que não podem ser concebidas pelo entendimento humano, pois não pode o ser humano compreender aquilo que não sente.

Sei bem o que digo, pois jamais seria capaz de descrever o que me passa na mente quando vejo sua imagem, mesmo que tivesse a palavra dos deuses, mesmo que tivesse o entendimento dos anjos, mesmo que tivesse a luz das estrelas, mesmo que subisse ao cosmos e buscasse nos astros as palavras sagradas para tentar definir o seu olhar, o seu sorriso, voltaria totalmente mudo, sem palavras nem conhecimento algum, pois tudo se perderia na mera tentativa de descrever o que se produz no momento em que percebo que você é real, que existe e que não é apenas uma mera ilusão do meu pensamento humano.

Amanda Seyfried, sim, uma deusa adorada, a mais linda das deusas, incomparável. Poetas perderam seus versos tentando descrever falsas deusas, mas não os culpo, pois na época não existias. De certa forma usaram da linguagem que possuíam, para definir o que achavam que sentiam na época, porém de todas as épocas da humanidade, desde o surgimento da Terra, da sua criação, e do seu futuro bem distante, milhões de anos que virão após séculos e séculos futuros nos quais a Terra vai continuando seu percurso em direção ao seu propósito, mas jamais existirá outra Amanda Seyfried, jamais existirá outra deusa com tais perfeições divinas, ficará eternamente gravado nos registros akáshicos, que um dia nasceu no mundo a tal Amanda, a definição maior do que pode ser definido perfeição.

Foi assim que decidiram os deuses, que nascesse na época em que nasceu, para ser adorada como deve ser, porque assim deve ser, porque está escrito que assim seria e assim foi. Eternamente será lembrada, pois mesmo que se apagassem todos os registros do mundo, todos os bancos de dados do mundo, todos os registros, imagens jpg e png, vídeos do youtube, redes sociais, websites, blogs, ou muitas outras fontes de informação do mundo que guardam a tua imagem sagrada, de nada adiantaria, pois sua história está gravada nas estrelas, o universo inteiro percebe que és a perfeição, as estrelas brilham mais intensamente hoje do que nunca.

O cosmos inteiro permanece enlouquecido de amor pela tua imagem, não sou só eu que te adoro, mas o universo inteiro, pois és sem dúvida a mais linda de todas, a definição do que não pode ser definido, e se no universo existem formas e consciências, as formas buscam tua forma, e os deuses e deusas invejam a tua beleza, porque não pode existir outra deusa mais linda, nem nenhuma divindade que não te adore. As consciências buscam sua consciência, enlouquecidas diante de tanta sabedoria, de tanto conhecimento, de tanta perfeição, de tanto encanto. Seres do cosmos inteiros, sejam do mundo das formas ou da consciência, jamais poderão ignorar o que se passa hoje pelo mundo: Sim, Amanda Seyfried existe... Quero que os deuses desçam dos céus, do paraíso, das estrelas, dos mundos celestiais, para comprovarem com seus próprios olhos que o que digo é verdade, para verem que o que falo é porque vi, e que o que descrevo é porque sei que é verdade... Sim, ela existe... Amanda Seyfried, a mais perfeita de todas, a mais linda de todas.

Sei que sou vítima dos meus pensamentos, porém percebo que não posso deixar de pensar naquilo que é impossível tirar do meu pensamento. Se possível, ou se existir alguma forma, apaga minha memória, não permita que eu me lembre da tua imagem, então voltarei a viver a vida como se você não existisse. Peço que seja em breve, pois em breve poderei não estar neste mundo, espero que possa dormir e acordar sem a tua imagem. Quanto mais pensamos em algo, mais alimentamos esse pensamento, que se renova a cada instante. Queria poder apagar da minha memória, desfazer o que já foi feito, talvez deixar de existir, ser uma consciência sem nenhum conhecimento ou lembrança. Esquecer talvez seja a resposta para mim, mas por enquanto não conheci nenhuma estratégia capaz de fazer Amanda Seyfried sair do meu pensamento, nenhuma estratégia de PNL, ou uma técnica de regressão, memória de vidas passadas, ou técnica de projeção astral. Quero e preciso de uma técnica eficaz para esquecer de vez todas as imagens que guardo dela, então poderei parar de escrever, pois não irei mais ter em meu pensamento aquilo que nutre a minha vida.

Amar não estava nos meus planos, queria poder controlar os sentimentos, da mesma forma que controlo os algorítmos, da mesma forma que defino a minha racionalidade, da mesma forma que a lógica me faz acreditar que estou dentro de um mundo onde tudo é possível dentro de princípios totalmente óbvios e de razões específicas que podem ser explicadas tudo racionalmente. Ou então perder logo de vez a razão, e passar a viver apenas de sentimentos, de forma a não ter noção mesmo alguma do que acredito, quero a irracionalidade, pois ter razão e sentimento fazem com que eu me perca em um labirinto sem explicação nenhuma, um oceano de sentimentos confusos que não podem ser definidos racionalmente.

Quero fugir para um outro mundo, para uma outra parte da galáxia, ou talvez nem precise ir tão longe, basta arrumar um espaço na Rover Curiosity da NASA e me abandonar em marte. Só quero poder ter um momento de esquecimento, se esse for o efeito, que venha a causa. Porém se não der certo, e ficar perdido em marte com meus pensamentos, irei gritar nos arranha-céus marcianos: Amo tanto que não compreendo. E mesmo sozinho, continuarei guardando a imagem sagrada da deusa, e não poderei fugir para outro lugar, e mesmo que pudesse, de nada adiantaria. É, acho que não adianta neste caso nem mudar de mundo. Se o remédio existe, então precisava dele antes de me apaixonar perdidamente, antes de me deixar enlouquecer, antes de ceder minha razão ao sentimento.

O que eu penso de Amanda Seyfried? A resposta é simples: penso muito. O que eu queria? Voltar no tempo e jamais ter passado por nenhuma circunstância na qual eu possa ter contato com a imagem dela, nenhum filme, nenhuma imagem, nada! Ou avançar no futuro e perceber que o pensamento deixou de existir simplesmente porque passou muito tempo. Que venha a maturidade e avancem os anos para me ensinar a esquecer o passado e viver o futuro. Que me falte ar, para que eu possa lembrar que preciso de oxigênio para viver. Que me falte poder, para que eu possa conhecer o que é ser tão pouco poderoso e ter tão pouco a dar. Sim, tenho muito pouco a dar, pouca fortuna, pouca beleza, pouca sabedoria, falo poucas línguas, entendo pouco, nem sequer consegui concluir o Ensino Superior, pois no último semestre me faltou inteligência para compreender os conceitos da Álgebra, que me fez jubilar da UnB - Universidade de Brasília. Sim, é verdade, estudei 8 anos na UnB e não concluí meu curso justamente porque não passei em Álgebra. Estudei, aprendi muitas coisas, mas não tenho o tão sonhado diploma de nível superior. Então, posso concluir que não sou digno que ela entre em minha morada, nem que diga nenhuma palavra, e mesmo assim será salva.

De que me adianta saber tanto, sem nenhum reconhecimento do mundo? Na verdade, não sei a resposta. A única coisa que posso dizer é que vivo a minha vida mais internamente, mas como diz o poeta: amo pouco e beijo menos ainda, porém contrário do poeta não posso dizer: mas invento palavras, porque não invento nada, apenas descrevo aquilo que vejo e sinto. Sim, pego uma palavra e outra, e vou defininido o que me passa na mente, desta forma vai-se formando a letra, depois a palavra, e de repente lá está o texto, querendo judiar de mim. Porque o texto por mais bem escrito que seja não pode mudar a vida, e porque a vida é tal qual a vemos, porque o desejo de ser rei sendo mero plebeu não te fará rei, e porque a coroa é dádiva sagrada da vida, que deve ser respeitada dentro dos princípios maiores ou perderás a vida tentando roubá-la das mãos daquele que é o legítimo proprietário.

Quero esquecer de tudo, porém ao mesmo tempo quero lembrar de tudo. Sim, é a definição perfeita do querer e não poder. Tiro certo, bem na mosca, eu nem mirei quando acertei sua boca (como cantam Zé Felipe e Gustavo Lima). Ah, que tiro é esse? Na verdade o tiro não passa de mero erro de um processo que tentei, e apenas fui vítima do meu próprio pensamento. Miseravelmente um cidadão, apaixonado até o talo (como canta Diego e Victor Hugo). Vou enrolar a língua pra falar mas eu queria, enrolar ela no seu beijo. Sim, a música tenta descrever o que a poesia também tenta, neste mundo. Porém nenhuma música chega a essência, guarda a verdade, nutre o pensamento como a imagem da bela.

Descem dos céus as formas perfeitas, as formas divinas, que se uniram e formaram as formas de Amanda Seyfried. O pensamento enaltece a obra prima da vida. Os olhos, o sorriso, os lábios, os fios de cabelos. Cada fio é um fio de ouro iluminado. O sorriso é um mistério não revelado, indescritível. Os olhos são enigmáticos. Quero entender seu pensamento, quero entender sua essência, sua forma. Vou roubar as palavras dos poetas para tentar descrever o que se passa, ou buscar inspiração nos céus ou além dos astros. Posso buscar em pensamento, e despertar-me em seus braços. Ou então apenas sonhar, um sonho criado por mim mesmo, criar as formas dela, o pensamento dela, em minha mente. Amar e ser correspondido em sonho, na marra. Porque ninguém poderá controlar meus sonhos, pois meus sonhos são produtos da minha imaginação, e da minha imaginação cuido eu. Ora, se for pra sonhar, por que não devo sonhar com ela? E se for pra imaginar, por que não imaginar que estamos juntos? E se estamos juntos, apenas por mera imaginação, por que não deveria eu imaginar que ela também me ama, e sou então correspondido, já que o sonho é meu, e a imaginação é minha?

É verdade que em sonhos tudo é possível, por isso realizo meu desejo em sonhos. Quero viver em um lugar distante, ou passar alguns minutos em um barzinho em algum lugar com ela apenas conversando. Talvez andar de mãos dadas na beira da praia, ou simplesmente em uma piscina em um lugar qualquer. Na verdade, pouco me importa o lugar, mais me importa é que minha imaginação me leve à ela, para que eu possa recriá-la em pensamento, e viajar no tempo e espaço imaginando que ela responde aos meus pensamentos, minha imaginação é a imaginação do poeta, cria qualquer coisa. Desta forma posso realizar intensamente o meu desejo, não a tenho em minha vida, mas a tenho em meus pensamentos, e em meus pensamentos meu desejo é realizado. Sei que sou egoísta por querer algo impossível, mas ao mesmo tempo sei que não sou completamente culpado por isso. Culpo a circunstância, a vida, a Gary Winick (diretor de Cartas para Julieta). O que mais me ocupa os pensamentos não é nem a história, o que me agrada é ver o filme e tentar decifrar o que é encenação, e o que não é. Qualquer artista deixa passar aspectos da sua personalidade quando atua, faz parte. E vou pegando um pedacinho aqui e outro pedacinho ali da personalidade dela, para poder completar o quebra-cabeças em minha mente que tenta definir a essência, a personalidade integral.

O desejo de ter-te é maior do que o mundo, não quero ouro nem prata, quero sua presença em minha vida. Eternamente minha. Nessa e em outras vidas. Não iremos mais viver num mundo cuja vida dura tão pouco tempo, pois o tempo de uma vida inteira não permitiria-me viver plenamente o amor. Quero viver contigo num mundo onde as almas nunca se separam, e o amor é a moeda da vida. Viver tão intensamente o amor que valerá cada segundo uma eternidade, e presos na eternidade cada segundo será pura plenitude. Quero apenas te ver para sempre, sem precisar conter minha razão ou palavra diante de ti, pois irei falar-te com minhas próprias palavras que te amo mais que tudo, olhando nos teus olhos, na sua presença.

Amar assim é como viver em um plano existencial maior, exigiriam méritos cósmicos que talvez eu não possua, mas quero quebrar as leis do tempo, quero emancipar logo minha alma para a eternidade, para poder esperar o tempo para viver na intensidade do meu sonho. Meu pensamento vibra a essência da tua forma, e minha razão se perde diante da tua beleza eterna. Luz de minha alma, que ilumina a escuridão dos séculos, e me eleva além dos paraísos celestes, além das próprias leis da evolução, além da eternidade e do sofrimento. Mas para mim nesse caso o sofrimento não existiria nunca se pudesse viver cada instante ao seu lado, porque a única razão para sofrer é tua ausência. Não tenho tempo a perder com outros conceitos além do amor. Quero aprender a te amar da forma como você merece, para poder ser feliz fazendo você a mulher mais feliz do universo. Mas o que preciso saber para concretizar minha idéia? Quais conceitos precisam ser esclarecidos? Quais experiências preciso ter para poder colocar em prática a lei do amor? Quero apenas você para sempre e eternamente. Quero parar o tempo num segundo, e viver esse segundo no mesmo tempo e espaço para a eternidade, assim na Terra como nos Céus.

Acorde tempo, e venha tempo novo. Que do amor nascem esferas de luz, e das mesmas esferas nasce o amor eterno, que sobrevive ao tempo e a tudo. Desejo de possuir sem ter, desejo de estar junto sem estar, desejo de viver para sempre adorando a imagem mais linda do universo. Perfeição na forma, quero elucidar meu pensamento nas tuas letras, ler teu pensamento, telepaticamente ficar ligado em tua mente, nutrindo-me exclusivamente daquilo que sai de vossos pensamentos, como a planta que vive da luz do sol, quero viver de tudo aquilo que sai da sua mente, quero perder-me em um labirinto que nunca mais sairei, tentando decifrar o enigma das vossas idéias. Pensamentos, sentimentos, energias, quero viver em plenitude nessa realidade, dormir para sempre e acordar em um sonho bom, onde posso viver momentos eternos de amor. Quero tocar tuas mãos, ajoelhar-me diante de ti, adorar-te, te falar que te quero mais que tudo, perder-me para sempre em meus sonhos. Amor, que sentimento é esse capaz de modificar meu ser, transformar-me em um ser estranho que ama sem ser amado, que experimenta a plenitude só por amar, sem ser amado. Desejar, sem ser desejado. Que venham as novas experiências, que a vida jamais pereça, que as formas mantenham-se sempre eternamente belas, que o amor me mantenha pleno, firme e forte, que segure meu coração em meio ao colapso do universo. Quero unir o universo todo no meu peito, para dar tudo de uma vez só em um só momento. Amor, a vida nasce no tempo. Perece o tempo, mas não a nós. Diferencia meus séculos na formação de forças. Quero doutrinar o tempo na esfera maior. Desejo de ter e ser. Possuir a vida no tempo. Desejo amar o tempo e a força. Destas formas nascerão outros tempos, e de outros desejos novas manifestações. Aberturas dos séculos que virão para nós. Segue a forma, não a letra. Quero destrar a força num só pensamento. Abre os meus tempos na formação. A vida nasce nos séculos, amor. A vida nasce no tempo.

A escrita do tempo é perfeita quando passa a descrever o que é preciso. A perfeição de forças naquela esfera em que juntos nos unimos pela nossa própria força. Descreve o sentimento da forma, da escrita dos séculos, da letra divina, da letra do tempo. Permanece no meu tempo a força daquilo que nasce. Singela é aquela que ama, o desejo que nasce em nós. Quero amar, quero ter, quero viver, quero sentir, quero estar. Junta o desejo de ter com aquilo que tens. Aliança do tempo que nasce em nós. Pensa no tempo, alinha o pensamento, adestra o sentimento, ama muito, não quer se perder longe daquela pessoa que amamos. A escrita não descreve a idéia, e idéia não permanece em nós. Descreve a forma na letra, o sentimento.

A Forma Mais Perfeita do Universo

Amanda Seyfried

A poesia das estrelas

Amanda Seyfried

A deusa das deusas

Amanda Seyfried

Em Cartas para Julieta, mas mais Linda que a Julieta

Evidências

15/04/2020

Meu Coração

Será que vai ter um fim este sentimento? Ou será que deverei levar este sentimento pela eternidade até que me consuma completamente?

15/04/2020

Pensamento

Quer Dinheiro? Fortuna? Poder? Riquezas? Ouro? Prata? Jato? Avião? Carrão? Mansão? Terras? Objetos Tecnológicos? Uma Viagem para o Havaí? Não, quero apenas ver a imagem dela! Não quero perder meu tempo com coisas menos importantes.

22/04/2020

Sem o que Dizer

Hoje acordei sem nada para dizer

Ainda bem que estou sozinho em minha casa

Porque não preciso justificar nada

Deixo o pensamento apaixonado

 

Mas sem palavras, sem escrita

Quero parar de falar, de escrever

E apenas observar a imagem dela

Sem muitos pensamentos ou palavras

 

Tem dia que é assim mesmo

Tanto a falar, porém a palavra não surge

E a imagem permanece intacta, enaltecida

Pelo tempo

 

Quero apenas imaginar

E ficar sozinho em minha casa

Sem muito o que dizer

Apenas pensar nela

10/05/2020

Quero te ver

Quero te ver, mas não precisa se incomodar. Sempre dou meu jeito para poder te ver. Não é preciso muito esforço para realizar aquilo que é tão simples que basta pensar e já está pronto. Difícil mesmo é não realizar aquilo que tenho que fazer, pois já está em estado de plena realização. Quero te ver em pensamento, quero te ver num filme, quero te ver em minha mente, quero te ver em meu coração. Não importa onde estou, quero te ver.

Admire! Adore!